Geral

Notícias Celesc

08.04.11

Conta em dia: Celesc lança programa de combate à inadimplência

  

Com ações paralelas de cobrança, desligamentos e combate às fraudes, Empresa quer recuperar R$ 70 milhões até o final do ano



A Celesc Distribuição deu início no mês de abril à Operação Conta em Dia - uma série de ações para recuperar valores devidos à Empresa. O montante total de inadimplência chega a R$ 502 milhões, entre consumidores industriais, comerciais e residenciais. As dívidas foram estratificadas para classificar os débitos por valor e tipo de consumidor, faturas ajuizadas e unidades consumidoras já desligadas, com valores de difícil recuperação. A cobrança terá abordagens específicas para cada perfil de dívida, e a meta da Celesc é recuperar R$ 70 milhões em 2011. "Estes recursos são fundamentais para ampliar a capacidade de investimento da Empresa. É um débito que prejudica não só a Celesc, mas os nossos 2,3 milhões de consumidores", explica Antonio Gavazzoni, presidente da Empresa. De acordo com Gavazzoni, além de gerar recursos para desenvolvimento da distribuição, a Operação vai diminuir os estoques da inadimplência e permitir mais rentabilidade e investimentos em ações estratégicas.


Um grupo de trabalho, diretamente ligado à presidência, foi constituído para se dedicar exclusivamente ao combate à inadimplência. Após a análise dos perfis dos devedores, o grupo estudou os principais fatores que levam o consumidor a deixar de pagar e as formas de modificar este comportamento.


A partir dos dados levantados, as ações serão direcionadas não só por tipo de consumidor, mas por região, com metas definidas para as 16 Agências Regionais - inclusive com estabelecimento de prêmio por desempenho, nos moldes da política de meritocracia estabelecida por Gavazzoni na Secretaria da Fazenda em 2009, quando foi secretário da pasta.
O grupo também vai coordenar o trabalho de redimensionamento das equipes de corte, garantindo maior controle nos desligamentos de unidades com faturas vencidas há mais de 48 dias. Os consumidores que quiserem regularizar a situação e evitar o desligamento podem optar pelo parcelamento do débitos a partir de R$ 500,00. Para tanto, basta procurar um loja de atendimento da Celesc.


Os grandes consumidores terão uma abordagem mais próxima, em alguns casos presencial, para exposição das condições para quitação do débito. "O segmento industrial responde pelo maior valor inadimplente, por isso a abordagem será mais próxima para agilizar a recuperação destes valores", diz.


Além de cobrar o que é devido, a Celesc trabalha para combater a inadimplência corrente, por meio de ações como inscrição dos devedores nos órgãos de proteção ao crédito. A meta é manter a inadimplência abaixo de 0,6% da receita bruta da Empresa.



Fraudes também estão na mira  - Os famosos "gatos", ligações clandestinas de energia elétrica, também estão no foco da Operação. "Além do prejuízo para a Empresa, os gatos são prejudiciais aos consumidores regulares, já que no rateio dos custos que compõem a tarifa, todos pagam pela energia utilizada. Há também o problema de sobrecarga, que acaba ocasionando falhas no sistema que atingem também os bons pagadores", explica. A Celesc orienta os consumidores que denunciem esta prática por meio do telefone 0800 48 0120.

Assessoria de Comunicação

Texto: Aline Cabral Vaz

(48) 3231 6225